Criptomoedas – Tipos de cripto

O mercado das criptomoedas é recente e por isso está ainda no início do seu processo de expansão. Ainda assim já é possível classificar as criptomoedas em dois grandes grupos, de acordo com a sua estrutura.

Poderá variar dependendo da opinião de cada um, mas de forma geral os dois grandes grupos são os seguintes:

  • Fiat coins
  • Tokens

Fiat

  • Fiat crypto – Este tipo de criptomoeda tem como objectivo ser usada como forma de pagamento por bens e serviços. A primeira e bem conhecida é a Bitcoin, o chamado exemplo original de criptomoeda.
  • Alt coins – Entretanto outras criptomeodas como a Litecoin, Stellar ou Bitcoin Cash surgiram para concorrer com a Bitcoin. Por vezes são referidas como altcoins, onde o “alt” vem de alternativa porque a Bitcoin sendo considerada a original, o resto deste tipo de criptomoedas são consideradas alternativas.
  • Stablecoins – semelhante a moedas como Bitcoin e Litecoin tem como objectivo servir de forma de pagamento, mas a grande diferença é o seu valor. Se por um lado a Bitcoin pode variar imensamente de preço, as stablecoins minimizam a sua volatilidade através de uma ligação a um outro ativo como por exemplo moedas fiat, como o Euro, Dolar mantendo assim um preço estável.

Tokens

Blockchains mais recentes foram criadas como objetivo de servirem de infraestrutura a um ecossistema financeiro. Dentro destas blockchains são criadas aplicações financeiras descentralizadas que por norma também utilizam o seu próprio token interno.

  • Utility token(token de utilidade) – A blockchain criada com este intuito mais conhecida tem como nome Ethereum. Neste caso, é com o token Eth que os mineradores desta blockchain são pagos, sempre que se cria novos blocos para registar as transações. Apesar de terem valor, a sua utilização é exclusivamente como forma de pagamento interno dentro da blockchain.
  • Security Token( token de activos) – Estes tokens representam algum tipo de activo , por exemplo acções. Assim, seguem o valor das acções, obrigações ou outro tipo qualquer de activo do mundo real.
  • Non-fungible token (NFT) – O mais recente e com maior crescimento são os NFT’s que podem ser descritos como arte digital. São chamados de token não fungível porque este token não é substituível. Vejamos o caso da Bitcoin: 1 Bitcoin é igual a qualquer outra, logo, é possível trocar entre elas e acabar com o mesmo valor. No caso de NFTs isso não é acontece tendo em conta que são artigos digitais únicos.

Conclusão

O início foi marcado pelo aparecimento da Bitcoin, mas com a crescente utilização a a variedade de utilizadores que adoptaram esta natureza monetária, cresceu também a variedade de aplicações e ferramentas.
Para já, podemos definir dois grandes grupos de moedas, em que num dos grupos agrupam-se moedas com função para pagamentos de bens e serviços, e num outros grupo agrupam-se moedas cujo objetivo é criar uma infraestrutura para um ecossistema financeiro.

O crescente número de utilizadores individuais, corretoras, empresas e integração gradual deste tipo de ativos no mundo físico, com certeza acrescentará novos tipos de criptomoedas.

Visite o Disclaimer para mais informações.