Inflação Inglaterra, Europa, Canadá – 19 Out 2022

Inglaterra

Em Setembro a inflação do consumidor voltou a subir, desta vez 10,1%, 0.1% acima do consenso esperado.

O custo de vida continua a subir no Reino Unido. Os maiores contribuidores para esta subida são a alimentação transporte e custos da energia. Possivelmente verão uma maior influência dos custos energéticos graças à necessidade de aquecimento no Inverno que se aproxima.

Esta subida irá sem dúvida exercer pressão sob Liz Truss, a nova Primeira Ministra, que já enfrenta problemas durante o seu curto tempo no poder. O novo Ministro das Finanças, Jeremy Hunt irá com o seu novo plano fiscal tentar agradar aos mercados para evitar mais intervenções do Banco de Inglaterra no seu mercado obrigacionista.

Europa

Com uma expectativa de uma inflação de 10% para o mês de Setembro na Europa, houve uma surpresa, positiva de 9.9%, uma ligeira descida de 0.1%. Infelizmente, comparando com o mês de Agosto de 9.1%, mostra que a inflação ainda não abrandou.

Este afastamento da inflação alvo imposta pelo BCE aumenta a probabilidade de continuar o aumento da sua taxa de juro de referência. A probabilidade de vermos uma subida de 0.75% é ainda maior. Também maior é a probabilidade de estes aumentos continuarem em 2023 apesar do perigo de agravamento da recessão.

Canadá

Pelo terceiro mês consecutivo o Canadá viu o seu nível de inflação descer. Encontra-se agora nos 6.9%, 0.1% abaixo do mês de Agosto.

Apesar destes bons dados os membros do Banco do Canadá têm perfeita noção que ainda demorarão a atingir o seu alvo de 2%. Com os preços da alimentação e custos da habitação a aumentarem muitos investidores esperam um aumento de 0.75% por parte do Banco do Canadá.

Visite o Disclaimer para mais informações.