O incumprimento da Evergrande.

Depois de meses com grandes perdas no mercado bolsista e a batalhar para fazer os pagamentos das suas dívidas atempadamente, esta semana a Evergrande não foi capaz de o fazer e entrou em incumprimento.

Isto levou à uma das maiores agências de rating de crédito, a Fitch fez um downgrade e declarou que a Evergrande entrou em incumprimento, o que poderá dificultar ainda mais a sua situação. Com este downgrade será mais difícil negociar com os investidores uma possível reestruturação da sua dívida.

Este problema veio à luz do dia neste verão, muito devido ás novas regulações da China no sector imobiliário. Isto claro, veio apenas exacerbar um problema já existente neste sector, o forte endividamento com que estas empresas operam.

Se esta empresa falir pode tornar-se um enorme problema para a China. Entrando em incumprimento, inicialmente, os compradores de vários imóveis da Evergrande que já depositaram um valor inicial irão perde-lo. Em posição igual encontram-se os fornecedores de vários serviços para a Evergrande, seja de material como design ou arquitectura. Se existir uma grande dependência da Evergrande por parte dessas empresas podem também entrar em incumprimento.

Como se pode imaginar, pode levar um efeito domino que poderá afectar a China e possivelmente outras economias. Até hoje o Governo da China ainda não fez nenhuma declaração quando a esta situação e como sempre foram bastante opacos em relação à Evergrande, o resultado deste problema ainda é incerto.

Visite o Disclaimer para mais informações.