O que é um portefólio

Ao procurar informação sobre investimentos é certo que se cruzou com certos termos, sendo um deles portefólio. E se já tem algum tipo de activo, seja dinheiro, casa, ou até depósitos a prazo, quer dizer que possuí um portefólio, porque os vários activos que um investidor pode possuir fazem parte de um portefólio de investimento.

Em termos gerais, um portefólio é um conjunto de activos, seja um bem imobiliário, ou mobiliário como acções ou obrigações que, de forma geral, ofereça algum rendimento.

Qual o objectivo?

Ao criar e definir um portefólio está a criar uma estrutura para todos os seus activos. Isto pode ajudar consideravelmente na gestão do seu capital. 

O conteúdo e peso de cada activo no portefólio depende de cada investidor. Para delinear essa estrutura o investidor tem que estar a par do seu perfil tendo em conta os seus objectivos e tolerância ao risco.

Com essa estrutura definida, composta por vários activos com diferentes níveis de risco, é possível monitorizar e avaliar de forma bastante mais eficaz e rápida a performance do seu portefólio. Com essa informação organizada e pensada, torna-se mais fácil tomar decisões e fazer mudanças no portefólio conforme seja necessário.

Factores a considerar

  • Diversificação – Um dos principais factores a considerar quando está a contruir um portefólio é a diversificação. Consiste na compra de, por exemplo, várias empresas, de diferentes sectores ou diferentes regiões do mundo, ficando com a garantia que o seu investimento não fica dependente de um único tipo de investimento.
  • Risco – O risco é outro dos factores essenciais. Cada activo tem níveis de risco diferentes e a tolerância ao risco, tanto financeira como mental, de cada investidor define o tipo de investimento a fazer.

Tipos de portefólio

Além dos dois factores basilares apontados, existem outros, como o conhecimento do Mercado, disponibilidade para acompanhamento, valor investido, etc…

A conjugação destes e outros factores pode levar-nos a classificar os principais tipo de perfil:         

  • Equilibrado – Provavelmente o mais típico entre os investidores. Com uma mistura de activos mais arriscados com menos arriscados, de forma a mitigar riscos, mas mantendo uma decente performance anual razoável.
  • Valor – Este tipo foca-se em comprar activos, como acções, de empresas já bem estabelecidas. A estratégia é ideal para quem está a planear manter o seu investimento por um longo período de tempo.
  • Crescimento – Ao contrário do tipo de portefólio focado em valor, este é mais focado em empresas com grande potencial de crescimento. No entanto, existe maior risco tendo em conta que são empresas onde existe a maior possibilidade de o investimento não resultar.
  • Dividendos – Como o nome indica, o principal objectivo deste portefólio é deter rendimento passivo através de dividendos ou através de outro tipo de compensação das empresas. Ideal para pessoas mais adversas ao risco, tendo em conta que recebe o retorno do investimento de forma gradual.

Conclusão

Tal como as pessoas, não existem portefólios iguais. A construção de cada portefólio vai depender da fase da vida, capacidade financeira e tolerância ao risco de cada pessoa. 

Pode ter vários tipos de activos com variados níveis de risco e com perspectivas de tempo diferentes. Por norma, é criado pelo investidor de forma a atingir os seus objectivos pessoais, algo que cada investidor deve definir antes de criar um portefólio.

Visite o Disclaimer para mais informações.