Resumo bancos centrais – 29 Setembro 2022

EUA

Jerome Powell discursou esta semana mas evitou mencionar, na sua grande
generalidade, a política monetária da Reserva Federal, para alivio de muitos
investidores.

Preferiu focar-se em criptomoedas. Mais especificamente CBDCs, moedas digitais que
seriam oficialmente emitidas por bancos centrais. Powell acredita na inovação
responsável do sistema financeiro, mas que para ser feito no mercado cripto é necessária
regulação de forma a ser possivel serem usadas em fora das plataformas cripto.

Defende também que as chamadas stablecoins a serem criadas por bancos centrais
devem ser activos apoiadas por moedas reais de forma garantir, sempre que necessário,
a transferência de criptomoedas para fiat sem causar problemas no sistema financeiro.

Banco de Inglaterra

Recentemente o Governo da Inglaterra decidiu anunciar novas medidas fiscais de apoio
à economia. Infelizmente para eles, não foi visto bem visto pelos investidores, o que
levou a uma subida das taxas de juro da sua dívida e uma forte desvalorização da libra
inglesa.

A intervenção do Governo obrigou obrigou o Banco de Inglaterra a desviar-se do seu
percurso e fazer uma intervenção não planeada. Apesar de ter planeado em vender
obrigações soberanas em sua posse, anunciou que irá sim compra-las numa tentativa de
prevenir mais subidas da taxa de juro das suas obrigações.

Esta intervenção provavelmente não irá causar grande impacto no curto prazo. A
situação actual, que obrigou o Banco de Inglaterra a intervir está a causar alguma
incerteza nos objectivos do banco central. O seu principal objectivo, o controlo da
inflação aparenta agora estar a passar para segundo plano.

Visite o Disclaimer para mais informações.