Resumo Bancos Centrais 30 Junho 2022

Banco Central Europeu

Christine Lagarde, Presidente do BCE, em conjunto com o Governador Bailey do Banco de Inglaterra e Jerome Powell, o Presidente da Reserva Federal, discursou no Fórum BCE esta passada quarta-feira em Sintra.

Neste fórum anual debate-se a situação económica actual e Lagarde aproveitou para mencionar que considera pouco provável que se volte a uma economia de baixa inflação nos próximos anos. Acredita que o período de baixa inflação é graças à globalização e redução de custos em geral. Mas devido ao impacto da pandemia e do recente conflito geopolítico que estão a enfrentar, o cenário está a mudar.

Lembrou que as expectativas de inflação são altas, isto apesar de até à pouco tempo ter dito que se esperava uma inflação transitória. Mencionou também que o desemprego se encontra num mínimo histórico e que a economia Europeia ainda se encontra no processo de recuperação.

Revelou que o BCE poderá ser mais agressivo caso a inflação se mantenha persistente ou continue a aumentar, com o alvo de manter a inflação estável perto dos 2%.

Reserva Federal

Jerome Powell tentou confortar os investidores, reforçando a ideia de que a economia Americana se encontra de boa saúde e forte suficiente para suportar a subida da taxa de juro de referência dos EUA.

Também com o objectivo de chegar a uma inflação estável perto dos 2%. Para isso precisa de reduzir a inflação drásticamente, e estão a planear fazer outro aumento da sua taxa de juro de referência de pelo menos 0.50%, com a possibilidade de 0.75% caso haja indicação económica para tal.

Admite que quer evitar que esta política monetária tenha como consequência uma recessão. Algo perfeitamente possivel se o aumento dos juros aumentar de tal forma que cria um forte abrandamento económico.

Banco de Inglaterra

Segundo o Governador Bailey, o Reino Unido começa a mostrar alguns sinais de abrandamento económico. Nesta região é esperado que a inflação ultrapasse os 11% em Outubro, daí encontrarem-se numa pior situação económica.

Diz manter as opções em abertas no que conta ao combate à subida da inflação. Será no entanto, bastante provavél a subida da taxa de juro central e uma desaleração da economia durante os próximos meses.

Visite o Disclaimer para mais informações.