Resumo BCE – 21 Junho 2022

Apesar de não ser uma reunião oficial do Banco Central Europeu, numa audição nos Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, Christine Lagarde fez alguns comentários de grande relevo.

Voltou a reafirmar a intenção em aumentar a sua taxa de juro diretora tanto em Julho como em Setembro. Será uma subida de pelos 0.25% em Julho, mas deixou a de Setembro em aberto. Reforçou também, que apesar da turbulência económica gerada pelo conflito entre a Ucrânia e Rússia, a principal foco do BCE é o combate à inflação.

Falou também da nova ferramenta para ajudar a prevenir uma nova crise de dívida na Europa. Aceleraram os planos para lutar contra a fragmentação, que é a disparidade de custos de financiamento entre os diferentes países Europeus.

Aparenta ter produzido alguns bons resultados e reduzido, pelo menos para já, os custos, existe o problema do ciclo macroeconómico actual. A maior parte dos Bancos Centrais estão a aumentar as suas taxas de juro de referência, o que irá muito provavelmente fazer subir também as taxas de juro das dívidas, em particular países maior dívida como Portugal, Grécia e Itália.

Visite o Disclaimer para mais informações.