Resumo BOE – 3 Nov 2022

Na passa quinta-feira o Banco de Inglaterra decidiu anunciar uma subida recorde de 0.75% face a uma inflação de 10.1% registada em Setembro. Esta é a maior subida dos últimos 30 anos e levou a taxa de juro de referência até aos 3%.

Fonte: bankofengland.co.uk

É o oitavo aumento deste ano e com este nível de taxa de juro é expectável que a economia do Reino Unido vá sofrer. Algumas projeções do Banco de Inglaterra indicam que irão enfrentar uma recessão em 2023 e que irá durar até a primeira parte de 2024.

Para adicionar alguma perspectiva, isto levaria a uma recessão com duração de cerca de 2 anos, mais longa do que a de 2008.

Apesar de não haver unanimidade no tamanho dos aumentos é da vontade geral dos membros do Banco de Inglaterra a continua subida da taxa de juro. O Governador Bailey reafirma que o principal problema económico actual é a inflação e que se não for controlada agora tornar-se-á uma problema ainda maior.

Como tal podemos esperar mais aumentos mas menores em tamanho. Outro a factor a ter em conta vão ser as novas políticas fiscais do novo PM Sunak. Poderão influenciar em parte a decisão do banco central, já que estas políticas podem auxiliar ou prejudicar o controlo da inflação por parte do Banco de Inglaterra.

Visite o Disclaimer para mais informações.