Resumo da Semana 21-25 Junho 2021

EUA

Os principais índices bolsistas continuam a subir depois de recuperar parte das perdas da semana passada. Esta nova confiança no mercado deve-se a uma descida das pressões inflacionarias, com a descida de preço de algumas commodities como a madeira e de metal. Uma descida no preço de veículos usados também poderá diminuir a subida da inflação já que foi um grande responsável na subida de preços gerais nos meses recentes.

Economicamente os EUA continuam a melhorar, mas enfrentam problemas de fornecimento de materiais, especialmente no sector tecnológico onde a falta de semicondutores está a obrigar à interrupção de fabrico em algumas industrias.

Pelo fim da semana houve noticias que existe a possibilidade de um novo acordo entre os Republicanos e Democratas para um novo pacote de investimento em infraestruturas públicas no valor de 1 trilião de dólares nos próximos 5 anos.

Europa

O mercado Europeu também subiu pelas mesmas razões, mas com a ajuda de Lagarde, Presidente do BCE, a reforçar a ideia de que querem manter uma politica que sustente fortemente a economia. Disse também que espera uma melhora relevante na zona Euro na segunda metade do ano, algo que pode enfrentar um contratempo com a pandemia.

A nova variante Delta plus parece estar a invadir a Europa causando aumento significativos especialmente no Reino Unido. Esta variante altamente transmissível fez subir o numero de infectados diários no Reino Unido para 16 000, algo que não acontecia desde de Fevereiro. Esta variante, que está actualmente a espalhar-se pela Europa, pode sem dúvida prejudicar a economia de muitos países que dependem da industria de serviços para ter uma boa performance.

Ásia

O Japão encontra-se actualmente com alguns problemas pela frente, a sua economia não está a melhorar rapidamente e significativamente para a insatisfação do Banco do Japão. Dados económicos mostram uma deterioração de relevo na actividade económica. A única boa noticia é o avanço do plano de vacinação, que pode oferecer algum suporte num futuro próximo.

A China continua a investir nas suas infraestruturas, com anúncios como o caso da utilização dos telhados de edifícios para aplicação de paneis solares, algo bem recebido pelos mercados. No entanto, alguns casos de COVID-19 aparentam ter afectado a actividade em alguns portos Chineses.

Visite o Disclaimer para mais informações.