Resumo da semana 25-29 Abril 2022

EUA

Mais uma semana de perdas para os principais índices bolsistas Americanos. Isto perfaz um mês de perdas. A preocupação dos investidores continua a ter como origem a situação geopolítica e a fraca evolução macroeconómica, com maus resultados da gigante tecnológica Amazon a pesar ainda mais no sentimento.

Dados económicos da semana passada não foram muito promissores. Alguns a darem alguma indicação que de facto a dirigir-nos à estagflação, caso de estagnação com inflação, a tempestade perfeita que pode levar a problemas económicos ainda mais sérios.

A contração do PIB e a redução de investimento em inventários é uma razão para criar alguma preocupação, mas bons dados de consumo ainda dão esperança a uma possível recuperação.

Europa

O foco dos investidores Europeus continua a ser a fraca evolução económica aliada à alta subida de inflação e o continuo atraso por parte do BCE em aplicar uma mudança na sua política monetária. Algo que poderá mudar no futuro próximo à medida que vários membros do BCE se mostram vocais quanto à sua vontade de começar uma subida da sua taxa de juro diretora.

Obviamente o conflito na Europa do Leste continua a ser um foco Europeu, tanto que a Europa aparenta estar a planear outra ronda de sanções à Rússia. Desta vez com um maior foco no petróleo da Rússia com uma espécie de embargo para lesar a receita Russa e diminuir o impacto na Europa.

Ásia

Na última reunião do Banco do Japão, os seus membros decidiram manter a sua política dovish, mantendo a sua taxa de juro diretora inalterada. Decidiram até aumentar a sua política dovish através da compra de mais obrigações. O governo Japonês irá também manter o seu forte apoio à economia, até porque acreditam que no seu estado actual se encontra bastante frágil.

Apesar do esforço por parte do Governo para melhorar e impulsionar a economia Chinesa, o COVID-19 continua a preocupar os investidores. A política de tolerância zero está a causar graves consequências na sua economia com um grande número de fábricas a fecharem periodicamente.

Visite o Disclaimer para mais informações.