Resumo da semana 8-12 Agosto 2022

EUA

A inflação voltou a ser o destaque da semana, mas desta vez com dados positivos para o mercado. Apesar de os valores se apresentarem bastante altos, mostrou um abrandamento comparando com o dados anteriores. Visto com bons olhos por muitos investidores dado que as decisões da Reserva Federal estão muito dependentes da evolução da inflação.

Com a mudança de previsao um aumento da taxa de juro de referência de 0.50%, em vez do anteriormente previsto de 0.75%, outra recuperação durante nos mercados bolsistas foi vista, principalmente em empresas de crescimento, as maiores beneficiarias de taxas de juro baixas.

Europa

Apesar da preocupação ser maior na Europa, os principais indices conseguiram mostrar resultados positivos. A indústria da zona Euro tem vindo a melhorar nos últimos três meses, mas é ameaçada por outro problema. Encontra-se numa situação de seca severa, algo que poderá afectar uma multitude de sectores economicos como produção de energia e agricultura, que por sua vez afectará outros sectores.

O Reino Unido continua com o seu PIB a retrair. Alguns membros acreditam que será necessario voltar a subir a sua taxa de juro de referência, mesmo que leve a uma recessão no final do ano.

Ásia

O mercado bolsista Japonês também viu uma semana positiva, em parte a um aumento da confiança dos investidores graças a uma desaceleração da inflação americana. Em parte também a umas mudanças no Governo Japonês que apontam para uma continuação das politicas anteriormente aplicadas por Shinzo Abe, o que agradou aos investidores.

A China teve uma semana agridoce. Alguns dados económicos dão sinal de recuperação, no entanto, houve um aumento de casos de COVID-19, o que na China significa que muito provavelmente irá envolver fortes medidas de confinamento, podendo levar à paragem de algumas industrias.

Visite o Disclaimer para mais informações.