Acções – Crescimento vs Valor

Antes de começar a aprender sobre rácios relevantes, para analisar uma empresa que planeia comprar, é importante saber as duas essenciais categorias de estilo de investimento e as características que as distinguem. O investimento em acções de Crescimento e/ou de Valor.

Neste tipo de classificação não existe uma definição bem delineada dos dois tipos de investimento. No entanto, é importante possuir conhecimento de certas características distintas que definem acções de crescimento e acções de valor.

Acções de Crescimento

Os investidores que dão preferência a este estilo de investimento valorizam empresas que acreditam que irão valorizar mais do que a concorrência do segmento.

Este tipo de empresa apresenta rácios financeiros menos apelativos que, à primeira vista, não aparentam ser uma boa compra para os investidores. Como a prioridade está no crescimento da empresa através do reinvestimento da receita, por norma apresentam pequenos lucros, ou até mesmo prejuízos.

Temos o caso da Tesla, que apesar de não ter apresentado lucros durante anos, o facto de terem apresentado um crescimento extremamente rápido e uma aposta no investimento do seu produto fez crescer a confiança dos investidores quanto ao futuro da empresa.

É de notar que este tipo de empresas costumam proporcionar maiores rendimentos, mas como tudo em investimentos, por consequência têm tendência a ser mais arriscadas. Devido a esse maior risco tendem a comportar-se com uma maior volatilidade no seu preço e não oferecem dividendos aos seus investidores.

Acções de Valor

No lado oposto, o objectivo do investimento em acções de valor é a procura de diamantes em bruto. De empresas que se encontram subvalorizadas no mercado bolsista comparadas com os seus relatórios financeiros.

Por norma não apresentam grande crescimento, mas têm um valor ainda não reconhecido pelo mercado. Costumam obter lucros estáveis e que lentamente vão aumentando ano após ano.

É normal também não ver grande crescimento no valor das acções destas empresas nem grande volatilidade. Irão sim ver um crescimento incremental ano após ano. Será de esperar que estas empresas, assim que possível distribuam dividendos aos seus investidores.

Conclusão

Se tem confiança suficiente no conhecimento para escolher futuros líderes de um sector e está confortável com o tempo e volatilidade esperado até essa empresa atingir esse patamar, seria útil uma abordagem mais orientada para o crescimento.

Um investidor com maior aversão ao risco encontraria maior conforto na procura de empresas de valor. Através de dividendos tornaria possível, um pequeno retorno anual e encontraria também uma maior estabilidade de preço nestas acções.

Ambas filosofias de investimento são extremamente viáveis e até mesmo podendo ser utilizadas em conjunto. A preferência ou a procura actual por um tipo específico de empresa acaba por ser o factor decisivo.

Visite o Disclaimer para mais informações.