Análise técnica – Princípios

A análise técnica é um método de análise utilizado para analisar e (tentar) prever as futuras variações de preço de um activo financeiro como acções, commodities, ou pares cambiais, apenas é necessário haver um histórico de preços.

Para o fazer são utilizadas várias ferramentas, como gráficos, estatística e indicadores, utilizados em conjunto para tentar obter a direcção mais provável.

Suposições da análise técnica

  • História repete-se – Como este método de análise se baseia no estudo de movimentos passados para prever os movimentos futuros, pode-se dizer que o pilar da análise técnica é a suposição de que a história se repete, ou seja, é cíclica, especialmente no que toca ao preço de activos.
  • Mercado desconta tudo – Outra das principais suposições é a ideia do preço de um activo em particular reflectir todos os factores relevantes sobre esse activo. Por outras palavras, qualquer dado fundamental, como balanços financeiros de uma empresa ou dados económicos já estão eficientemente descontados no preço e assim que seja apresentada nova informação é reflectida no preço quase de imediato.
  • Preço move-se em tendências – Para além do estudo de movimentos passados, muitos investidores analisam o preço corrente. A última suposição é a de que o movimento do preço por tendências, seja de subida de preço ou descida. Acredita-se que depois de uma tendência ser estabelecida o futuro movimento de preço será a favor da tendência e não contra ela.

Noções básicas

Para utilizar o método de análise técnica os investidores munem-se com uma variedade de ferramentas para tentar converter as indicações desse conjunto de ferramentas na maior probabilidade de direcção do preço.

  • Preço – O preço de um activo é o factor primário na análise técnica. A primeira coisa que um analista faz é analisar o preço e os seus movimentos anteriores com a perspectiva de tentar prever os seus movimentos futuros.
  • Horizontes temporais – Outro aspecto relevante é o horizonte temporal, ou timeframe, em que se visualiza o gráfico. No caso de um gráfico de velas por exemplo, num timeframe de 5 minutos, cada vela representa 5 minutos de movimento de preço. Se for visualizado num timeframe de 4 horas, 1 dia ou até mesmo 1 mês, uma vela irá representar o respectivo espaço de tempo. A utilização de cada timeframe é determinada pelo investidor, que de acordo com a sua preferência, ou estilo pessoal de investimento, irá usar o mais adequado a si. Um investidor a longo termo, não iria beneficiar em visualizar um gráfico de 5 minutos, seria bastante mais benéfico um timeframe diário ou semanal por exemplo.
  • Gráficos – Para utilizar ditas ferramentas é preciso algo onde aplica-las. Nos mercados financeiros essas ferramentas são demonstradas em gráficos, onde é traçado o percurso do preço. Os três tipos de gráficos mais usados são os de linha, barras e de velas.
Gráfico de Linhas/Barras/Velas Fonte: Tradingview

Conclusão

A análise técnica acaba por ser o estudo do preço de um activo ao longo do tempo, algo que de uma maneira concisa acaba por ser simplesmente o estudo de fornecimento e procura. Este método de análise é apenas uma ferramenta para tomar uma decisão possivelmente mais acertada, daí que seja útil, mas não pode ser utilizado como algo absoluto.

Visite o Disclaimer para mais informações.